ÚLTIMAS NOTÍCIAS

6/recent/ticker-posts

Conheça a História de Divino - Minas Gerais

Foto: Divino Notícias | Arquivo Pessoal


O município de Divino deve o seu nome a seu padroeiro, que é o Divino Espírito Santo. Os primitivos habitantes da região foram os índios pertencentes a tribos dos Goitacazes, não se sabendo, entretanto, o local exato em que se estabeleceram. Eram pacíficos e, por isso, entraram logo em contato com os brancos desbravadores da região, entre os quais pode ser apontado o tenentecoronel José Batista da Cunha e Castro. A região foi desbravada em 1833 e seus primeiros moradores se dedicaram à agricultura. A história da fundação do povoado que deu origem à atual cidade de Divino pode ser assim contada: numa reunião realizada pelos habitantes da região surgiu a idéia de se fundar um povoado no local.

 Aprovada a idéia, por unanimidade, ficou combinado que seus autores fariam uma excursão, ao amanhecer, partindo da residência do Sr. Pedro Gomes da Silva, descendo pelo atual ribeirão São João do Norte até alcançar o rio Carangola e, subindo por ele, caminharam até que sentissem fome. No local exato em que parassem, para fazer suas refeições, fincariam uma bandeira com a insígnia do Divino Espírito Santo, de que eram devotos, e aí seria edificada a capela do povoado, que receberia o nome de Capela do Divino Espírito Santo. Iniciada a excursão planejada, verificou-se a parada na foz do ribeirão São João do Norte, onde foi realmente construída a capela. Gentílico: divinense Formação Administrativa Distrito criado com a denominação de Divino do Espírito Santo, pela lei provincial nº 2905, de 23-09-1882, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, subordinado ao município de Carangola. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito Divino do Espírito Santo, figura no município de Carangola. Assim permanecendo nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920. Pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923, o distrito de Divino Espírito Santo tomou o nome de Divino do Carangola. 

 Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Divino do Carangola, figura no município de Carangola. Assim permanecendo divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. Elevado à categoria de município com a denominação de Divino, pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17-12-1938, desmembrado de Carangola. Sede no atual distrito de Divino (ex-Divino do Carangola). Constituído de 2 distritos: Divino e Arrozal (ex-Alto Carangola), ambos desmembrados de Carangola. Não temos a data de instalação. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 2 distritos: Divino e Arrozal. Pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31-12-1943, o distrito de Arrozal tomou o nome de Orizânia. Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 2 distritos: Divino e Orizânia. Assim permanecendo divisão territorial datada de 1-VII-1960. Pela lei estadual nº 2764, de 30-12-1962, é criado o distrito de Bom Jesus do Divino e anexado ao município de Divino. Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 3 distritos: Divino, Bom Jesus do Divino e Orizânia. 

 Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1993. Pela lei estadual nº 12030, de 21-12-1995, desmembra do município de Divino o distrito de Orizânia. Elevado á categoria de município. Em divisão territorial datada de 2001, o município é constituído de 2 distritos: Divino e Bom Jesus do Divino. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. Alterações toponímicas distritais Divino do Espírito Santo para Divino do Garangola, alterado pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923. Divino do Carangola para Divino, alterado pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17-12-1938. Fonte: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros – Volume XXV ano 1959. 

Fonte: Biblioteca IBGE

Postar um comentário

0 Comentários