Programa Jovem no Campo forma duas turmas em Divino




Vinte e cinco jovens com idades entre 15 e 24 anos concluíram, em Divino, o Programa Jovem no Campo, iniciativa promovida pelo Sistema Faemg / Senar Minas, em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Divino, que ajuda a contribuir para a inserção do jovem no mercado de trabalho rural, oferecendo visão empreendedora de negócio, com foco nas oportunidades locais e regionais.

Ao longo de seis meses e mais 164 horas de aulas teóricas e práticas, divididas em cinco módulos, os participantes - alunos das escolas Vereador José de Souza Gomes e Lia Marta de Oliveira - puderam aprender mais sobre a cadeia da cafeicultura, importante atividade econômica da região.






Solange Ferreira Ribeiro, uma das instrutoras do programa, conta como foi ministrar o primeiro e o último módulos. “Quando iniciamos o curso com o módulo Motivacional, temos a oportunidade de oferecer aos jovens novas perspectivas em relação à própria vida e despertá-los para que acreditem no seu potencial. Já no módulo Empreendedorismo, encontramos os jovens transformados, mais maduros e cientes de suas capacidades”, avalia ela.

A instrutora também destaca a metodologia adotada pelo Sistema. “O Senar propicia a esses jovens uma capacitação técnica e pessoal, que, muitas vezes, nem mesmo o jovem da cidade tem acesso. Isso porque o Senar trabalha com turmas reduzidas, o que facilita o contato pessoal e o entendimento da realidade de cada participante, com todas as possibilidades e limitações inerentes a ela. Possibilita, ainda, que esses jovens possam ver o mundo com outros olhos. Um mundo de oportunidades se abre para eles, onde o desenvolvimento de valores pessoais é incentivado para que o homem do campo não perca a sua essência”, afirma Solange.

Assim como Solange, a mobilizadora do Sindicato, Viviane Cunha, também acredita que o Programa desperta um novo olhar nos participantes. “O Jovem no Campo transforma a vida de meninos que, antes, só pensavam em ir embora daqui. Por isso, mesmo que de forma indireta, também trabalha a questão da sucessão familiar. Os alunos passam a enxergar novas e diversas possibilidades e descobrem que podem, sim, trabalhar no meio rural”, salienta Viviane.

A mobilizadora também lembra, orgulhosa, que um dos alunos das turmas de Divino, Kauan Domingos Valeriano, teve a oportunidade de visitar a Semana Internacional do Café (SIC) deste ano para aprender mais sobre a cafeicultura e foi um dos cinco vencedores do “Relato Nota 10”, competição realizada pela SIC, que elegeu os melhores relatos sobre a experiência que tiveram durante o maior evento da cadeia produtiva do país.





Outra aluna, Sarah Martins da Silva Souza, também escreveu um relato emocionado sobre a sua participação no Jovem no Campo: “Talvez não existam palavras suficientes e significativas que me permitam agradecer a vocês com justiça e com o devido merecimento. Obrigada é tudo que posso dizer. O programa foi muito importante para mim. Nunca vou esquecer tudo que vocês fizeram e os conhecimentos que nos trouxeram. Agora vocês fazem parte da minha história”, disse ela.

SENAR MINAS




Postar um comentário

0 Comentários